Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima

Média: 4.3 (3 votos)
Jardim

2010 marca a 6ª edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima que, sob o tema “Kaos no Jardim” conta, este ano, com a participação de 11 projetos, provenientes de 9 países. Jardins floridos e esculpidos, para passear e observar diariamente até Outubro, na vila mais antiga de Portugal.

A ideia

Foi há 6 anos que a autarquia de Ponte de Lima, inspirada no município francês de Chaumont-sur-Loire (que tem um dos melhores festivais de jardins do mundo), decidiu criar o seu próprio Festival Internacional de Jardins. 2005 marcou o arranque da iniciativa que, tanto no seu ano de estreia, como no ano seguinte, não abordou nenhuma temática específica. Em 2007, “O Lixo na Arte dos Jardins” é o tema do Festival, seguindo-se “Energias no Jardim”, em 2008; e “As Artes no Jardim”, em 2009, o que resultou numa harmonia perfeita entre arte, natureza e jardinagem. Ao longo dos últimos anos, foram já 400 mil os visitantes que se deixaram apaixonar pela originalidade deste Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, evento único em Portugal.

O júri

Um júri, composto por 5 elementos, nomeadamente 2 especialistas em Arquitetura Paisagista, Jardinagem ou Espaços Verdes; 1 especialista em Ciências da Terra, Silvicultura, Botânica ou Horticultura; 1 especialista em Arquitetura ou Design; e 1 Artista Plástico, têm a seu cargo a escolha dos participantes para cada edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima. Durante o decorrer do evento, o público tem a oportunidade de votar nos seus três jardins preferidos, sendo o top 3 divulgado no dia de encerramento do Festival. O vencedor de cada edição continua patente na mostra do ano seguinte, o que significa que na edição de 2010 pode ver ou rever o vencedor de 2009, neste caso o “Jardim Caleidoscópio Chinês”.

Os participantes

O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima está aberto a qualquer cidadão ou grupo de cidadãos de qualquer país, a título individual ou coletivo, incluindo empresas, gabinetes, associações, cooperativas, escolas e universidades, entre outras entidades. As candidaturas para o ano seguinte são sempre apresentadas até ao final de Outubro do ano anterior. O júri dá preferência aos concorrentes que não tenham sido autores de jardins selecionados nos últimos três anos, comunicando a escolha das respetivas propostas até ao dia 15 de Novembro seguinte. A construção dos jardins escolhidos inicia-se a partir de 15 de Janeiro e os mesmos devem estar prontos até 45 dias antes do início do Festival. Embora a montagem dos jardins seja da inteira responsabilidade dos concorrentes, cada jardim escolhido (que estará delimitado por grades e sebes e que conta com um ponto de água e outro de energia elétrica) conta com uma ajuda financeira ou de fornecimento de materiais e plantas até um limite máximo de €10.000, caso os participantes não tenham optado por patrocinador próprio.

O espaço

O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima decorre num espaço com cerca de dois hectares e meio, estendido pelos Campos de S. Gonçalo entre a Ponte Romana e a Ponte de Nossa Senhora da Guia, na margem direita do Rio Lima. Perca-se entre a beleza do local e os três labirintos que emprestam uma criatividade e dinamismo ainda maiores ao recinto – Labirinto do Conhecimento, Labirinto da Sabedoria e Labirinto de Ariadne.

“Kaos no Jardim”

“Kaos no Jardim” foi o tema lançado para 2010 e, como sempre, a participação foi de qualidade e quantidade – 77 propostas de 15 países distintos. Patentes no Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima estão 11 projetos apresentados por 9 países: Portugal (2 projetos), Espanha (2 projetos), Brasil, Itália, Sérvia, Irlanda, Áustria, Holanda e França. As interpretações da ideia “Kaos no Jardim” incluem uma mescla inspiradora entre arte e jardinagem, ou seja, tudo desde os crimes ecológicos e as forças da natureza, à própria teoria do caos e o efeito borboleta – tudo isto tendo como pano de fundo formas inusitados, plantas, árvores e flores diversas, cores e iluminação deslumbrante. A verdade é que o “kaos” nunca foi tão belo…

Horário de funcionamento

O Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima estará aberto até ao final de Outubro 2010, tendo um preço de entrada simbólico de €1 (a entrada é grátis para crianças até aos 12 anos) nos seguintes horários:

Maio/Junho/Setembro/Outubro

Dias úteis: 10h00 – 12h30 | 14h00 – 19h00

Fins-de-semana e feriados: 10h00 – 19h00

Julho/Agosto

Todos os dias: 10h00 – 20h00

E para 2011?

Enquanto decorre a 6ª edição do Festival Internacional de Jardins de Ponte de Lima, a verdade é que já se começa a pensar na edição que se segue. Estão já abertas as candidaturas para a 7ª edição que, podendo ser entregues até ao dia 31 de Outubro de 2011, estão desta vez subordinadas à temática “A Floresta no Jardim”. Toda a informação necessária está disponível em: www.festivaldejardins.cm-pontedelima.pt.

Média: 4.3 (3 votos)