Phoenix canarienses

Phoenix canarienses

Nome comum: 
Palmeira das Canárias, Tamareira das Canárias, Palmeira Tamareira
Grupo de plantas: 
palmácea
Origem: 
Ilhas Canárias; típica dos oásis dos continentes Africano e Asiático
Utilização: 
ornamental
Tamanho
Altura: 
até 20 m
Diâmetro da copa: 
5 m
Condições edafo-climáticas
Solo: 
fresco, profundo e rico em elementos nutritivos
Clima: 
resistente à secura; prefere clima quente e seco, adapta-se a climas temperados
Características da folha
Cor: 
verde claro
Forma: 
pinulada, com folíolos lineares (constituída por segmentos de 150 a 200 pares): formam no conjunto uma coroa terminal e densa
Tamanho: 
5 - 6 m
Tipo: 
Persistente
Características do ritidoma
Textura: 
constituído por uma sequência de folhas cortadas a que se chama espique; Espique maciço até 1,5 m de diâmetro
Características do fruto
Forma: 
ovóide, em cachos densos
Cor: 
alaranjada ou púrpura escuro
Caracteristicas especiais: 
espécie dióica; inflorescência muito ramificada, podendo atingir 3 m; semente enrugada; multiplicação por semente

Plantas relacionadas

Nome comum:
Ácer ou bordo;
Nome comum:
Castanheiro da Índia;
Nome comum:
Medronheiro;
Nome comum:
Azálea japonesa;