Principais plantas aquáticas e como cuidar delas

Média: 3.6 (17 votos)
Plantas aquaticas

As plantas aquáticas causam um efeito deslumbrante em qualquer lago e isso acontece devido à diversidade e beleza das plantas existentes. Saiba quais são as principais plantas aquáticas, como cuidar delas e decore o seu lago a preceito.

A plantação de plantas aquáticas

A plantação de plantas aquáticas é semelhante a outras formas de plantação de flores ou vegetais no seu jardim. É necessário ter em consideração a terra onde as vai plantar, escolher os vasos mais adequados, utilizar as técnicas de plantação mais apropriadas, os melhores fertilizantes e, acima de tudo, realizar uma ótima manutenção para cuidar delas da melhor maneira possível. Para cuidar das suas plantas aquáticas e para obter os melhores resultados da sua plantação, é fundamental conhecer quais são as principais plantas aquáticas e em que grupos elas se encontram divididas.

As principais plantas aquáticas

Existem vários tipos de plantas aquáticas e estas podem ser divididas em grupos distintos. São eles:

Os lírios de água tropicais

Existem várias plantas aquáticas que pertencem à classe dos lírios de água tropicais. Das mais importantes, destacam-se as seguintes:

  • Panama Pacific: este é um lírio vivíparo que tem flores violetas e roxas;
  • Tina: as flores roxas deste lírio têm uma fragrância doce. Esta é, sem dúvida, uma planta em flor excelente;
  • August Koch: este é um lírio que apresenta flores azuis e estas, por sua vez, têm uma fragrância muito agradável;
  • Director Moore: trata-se de um lírio em forma de estrela que tem uma cor roxa escura. As próprias folhas são salpicadas em tons roxos;
  • Shirley Bryne: esta flor é um lírio vivíparo que tem uma tonalidade cor-de-rosa escura.

Como cuidar dos lírios de água tropicais

Independentemente do tipo de lírio de água tropical que escolher para decorar o seu lago, deve ter em atenção que para ele crescer e florir corretamente, é necessário cumprir com os aspetos seguintes:

Plantar os lírios de água tropicais: os lírios de água tropicais devem ser plantados no final da Primavera ou no início do Outono, uma vez que se dão melhor com as temperaturas amenas, nomeadamente entre os 5 e os 25 graus centígrados. É fundamental plantar os lírios de água tropicais em vasos que tenham pelo menos 25 centímetros de diâmetro (um vaso de tamanho mais pequeno resulta com uma planta mais pequena).

Utilizar a terra mais apropriada: os lírios de água tropicais precisam de ser colocados numa terra argilosa pesada, uma vez que este tipo de solo apresenta todos os nutrientes necessários para que as plantas tenham um crescimento saudável e sustentado. Pode utilizar todo o tipo de fertilizantes orgânicos para que a terra fique o mais fértil possível.

Plantar os tubérculos na terra: o tubérculo do lírio deve ser colocado na vertical, com as raízes enterradas delicadamente no solo, o que vai facilitar o seu florescimento.

Colocar a areia no vaso do lírio: a colocação de areia num vaso é de extrema importância, uma vez que vai impedir que a terra saia do vaso. Contudo, deve manter a areia a mais afastada possível da coroa do tubérculo do lírio para não prejudicar o seu crescimento.

Baixar a planta na água: inicialmente, os lírios de água tropicais devem ser colocados a uma profundidade de 15 centímetros e, à medida que forem crescendo, podem ser baixados até aos 30 centímetros.

Os lírios de água resistentes

Existem vários tipos de plantas aquáticas que pertencem à categoria dos lírios de água resistentes. Evidenciam-se as seguintes:

  • Comanche: este lírio tem flores amarelas e apresenta uma época longa de florescimento;
  • Indiana: este é um lírio de pequenas dimensões que, inicialmente, tem flores em tons de alperce e, à medida que estas crescem, mudam para uma tonalidade avermelhada e alaranjada;
  • Atração: é uma planta em flor excelente e apresenta a cor vermelha. Trata-se de um dos maiores nenúfares vermelhos;
  • James Brydon: estes lírios têm um tamanho médio, uma cor vermelha escura e umas folhas em tons bronzeados;
  • Texas Dawn: é um lírio amarelo que apresenta folhas com tons avermelhados e acastanhados;
  • Virgínia: é um tipo de lírio específico de médias dimensões que tem a forma de uma estrela e flores brancas;
  • Charlene Strawn: é um lírio amarelo de médias e longas dimensões e é uma excelente opção para a decoração de um lago.

Como tratar dos lírios de água resistentes

Os lírios de água resistentes são plantados da mesma maneira que os lírios tropicais e utilizam o mesmo tipo de terra e fertilizantes. Em todo o caso, existem alguns pormenores aos quais deve dedicar a sua atenção. São eles:

Plantar os lírios de água resistentes: os lírios de água resistentes devem ser plantados no início da Primavera e devem ser adubados a cada 4 a 6 semanas. Florescem nos meses de Junho a Setembro e tornam-se inativos nos meses mais frios. Para que sejam plantados corretamente, é necessário adquirir um vaso com 35 a 40 centímetros de diâmetro.

Plantar os tubérculos na terra: os tubérculos devem ser plantados na horizontal, com uma inclinação de 45 graus e com a coroa exposta. Depois, é necessário cobri-los com uma camada de areia para que a terra não saia do vaso.

Baixar a planta na água: numa fase inicial, os lírios de água resistentes devem ser colocados a uma profundidade de 15 centímetros e, à medida que forem crescendo, podem ser baixados até aos 45 centímetros.

Os Lotus

Os Lotus são plantas aquáticas que habitam geralmente em cursos de água lentos ou lagoas de água doce e vivem a pouca profundidade. Os Lotus têm vários tipos e tamanhos de flores e estas, por norma, são rosadas ou brancas e têm muitas pétalas. É de realçar que o Lotus é conhecido pela longevidade das suas sementes, uma vez que estas podem germinar ao longo de vários séculos.

Como cuidar dos Lotus

Os Lotus são plantados da mesma maneira que os lírios de água tropicais e resistentes e utilizam o mesmo tipo de terra e adubos. Para que cresçam de uma forma saudável, é necessário que sejam meticulosamente tratados. Para o fazer corretamente, deve seguir os passos seguintes:

Plantar o Lotus: deve encher o recipiente onde vai plantar o Lotus com terra argilosa pesada e fertilizá-la de uma forma apropriada.

Plantar os tubérculos de Lotus na terra: deve colocar o tubérculo com a parte cortada junto à borda do recipiente de envasamento. Tenha em atenção que deve colocar uma pedra sobre o tubérculo de forma a segurá-lo no local pretendido e depois acrescentar mais terra.

Cobrir o Lotus na água: inicialmente, deve colocar o vaso de Lotus dentro de água a uma profundidade de apenas alguns centímetros. Depois, à medida que a planta vai crescendo, ela pode ser baixada para uma maior profundidade. Tenha em consideração que quando a água atinge temperaturas negativas, o Lotus, apesar de ser muito resistente, poderá não conseguir sobreviver.

Os lírios de água rasos

Os lírios de água rasos têm várias plantas aquáticas associadas, como por exemplo:

  • Colocasia antiquorum: é um lírio que apresenta uma forma de coração e tem a cor roxa e verde;
  • Iris Louisiana: é uma planta que está disponível na cor preta, vermelha, branca e azul. Trata-se de uma planta em flor muito resistente que pode crescer até aos 60 centímetros;
  • Menta Aquática: é uma planta que cresce até 30 centímetros e ostenta uma cor verde;
  • Neptunica Aquática: é um tipo de planta que floresce no Verão, é muito sensível e apresenta folhas amarelas;
  • Pontederia Cordota: esta planta tem folhas em forma de coração com picos de flores azuis ou brancas e o seu florescimento é muito comum no Verão.

Como cuidar dos lírios de água rasos

Os lírios de água rasos são plantas aquáticas que crescem para fora da água e são, normalmente, encontradas nas bordas de água. Para que a sua manutenção seja efetuada corretamente, devem ser respeitados os passos seguintes:

Plantar os lírios de água rasos: devem ser plantados em vasos que tenham cerca de 25 a 35 centímetros de diâmetro. Na plantação destes lírios, é necessário colocar uma rede de 5 centímetros para que as raízes não sejam danificadas. Tenha em atenção que estas plantas devem ser adubadas a cada 6 a 8 semanas.

Baixar a planta na água: os lírios de água rasos devem ser colocados a uma profundidade de 5 centímetros e, à medida que forem crescendo, podem ser baixados até aos 7,5 centímetros.

Flutuantes resistentes e flutuantes tropicais

Estas plantas não necessitam de serem plantadas e basta colocá-las na superfície da água para que elas cresçam de uma forma saudável. A maioria das plantas flutuantes, resistentes e tropicais, querem temperaturas tropicais e não conseguem tolerar as geadas de Inverno.

As plantas subaquáticas

Todos os lagos devem ter plantas subaquáticas para ajudar a manter a água limpa e pura. Estas plantas são de extrema importância, uma vez que ajudam a prevenir o crescimento de algas. As plantas devem ser introduzidas num lago em vasos apropriados e sempre com recurso a solo com um pH equilibrado – coloque cascalho ou areia sobre a terra antes de submergir os vasos, para evitar que os peixes no caso de existirem soltem a terra dentro do lago. É de realçar que as plantas subaquáticas ficam submersas a uma profundidade de 30 centímetros.

Média: 3.6 (17 votos)