Os melhores tratamentos para a manutenção do relvado

Média: 3.9 (7 votos)

O relvado de uma casa é, geralmente, um dos locais onde as crianças passam mais tempo, pois aqui elas podem brincar e saltar como mais gostam. No entanto, para que os relvados não representem qualquer tipo de risco para a saúde, devem ser cuidadosamente geridos e tratados. Saiba quais são os melhores tratamentos para a manutenção do relvado e tenha ótimos momentos de qualidade com a família no exterior da sua casa.

A melhor altura para tratar de um relvado

A melhor altura do ano para fazer a manutenção de um relvado é depois do calor rígido dos meses de verão, isto é, no outono. Nesta época, o regresso das chuvas e das temperaturas mais frias permite que sejam efetuados todo o tipo de trabalhos de manutenção da terra, designadamente na recuperação e fortalecimento de um relvado. Tenha em consideração que, no inverno, o relvado pode ficar dormente e estar totalmente saudável com a chegada da primavera.

Como cuidar corretamente de um relvado

Manter uma relva densa, uniforme e atrativa não é uma tarefa de fácil realização, uma vez que os relvados estão sujeitos à seca, à utilização intensiva, ao aparecimento de pragas, doenças e ervas daninhas. Dessa forma, e para que o seu relvado esteja sempre em perfeitas condições de utilização, deve ter em consideração os aspetos seguintes:

Controlar o aparecimento de pragas e de pestes

As larvas e os vermes, como por exemplo o escaravelho japonês e as paquinhas adultas, são potencialmente os piores vermes e pragas que existem nos relvados. Eles escavam o relvado, deixam dezenas de ovos e são responsáveis por comer as raízes da relva, o que escurece e enfraquece o relvado. Tenha em mente que esta situação acontece nos finais do verão e no início do outono, contudo, os danos não são imediatamente detetados, pois estes apenas são visíveis depois do inverno e no início da primavera.

Os principais cuidados a adotar

Para impedir o aparecimento e a propagação de pragas e pestes, é necessário aplicar todos os anos um inseticida específico na relva para evitar estragos generalizados. Os químicos Dylox e Sevin são produtos muito utilizados e podem ser aplicados no seu relvado para matar as pragas e as pestes que lá se encontram. Este tipo de produtos pode ser adquirido numa loja de plantas especializada ou numa drogaria. Por outro lado, se pretender, deve utilizar um fertilizante orgânico para a manutenção preventiva do seu relvado.

Remover as folhas do jardim

As folhas devem ser removidas de um relvado uma vez por semana para que a relva adquira a quantidade necessária de luz solar. Se a relva não receber a quantidade de luz necessária, não conseguirá armazenar energia suficiente para atravessar a dormência de inverno de uma forma saudável. Tenha em atenção que não é aconselhável que deite as folhas fora, é preferível que as junte numa pilha à parte para, mais tarde, fazer fertilizante orgânico. Este tipo de fertilizante vai tornar a terra seja mais fértil e rica em nutrientes, o que possibilita o crescimento de uma relva forte e saudável.

Quais os melhores tratamentos para cuidar de um relvado

Existem vários cuidados a serem adotados na manutenção de um relvado, no entanto, os tratamentos mais eficazes são os seguintes:

Os tratamentos à base de fertilizantes orgânicos: a utilização de fertilizantes orgânicos permite a libertação lenta de compostos de nitrogénio para a terra e isso faz com que a relva não adquira um aspeto queimado ou acastanhado em algumas partes. É de realçar que os fertilizantes orgânicos dispõem de compostos sintéticos de ferro que ajudam na manutenção de um relvado. Contudo, não devem ser aplicados em demasia, pois fazem com que o relvado do jardim fique azul e aí os danos poderão ser irreversíveis.

Os tratamentos que utilizam o controle líquido de ervas daninhas: o controle do crescimento das ervas daninhas pode causar danos muito graves ao abastecimento de água e isso, geralmente, não apresenta resultados eficazes. Nesse sentido, utilize sempre um inseticida líquido para matar as ervas daninhas e, como tal, deve pulverizá-lo nas áreas mais problemáticas. Ao apontar para o local onde as ervas daninhas se encontram, não estará a prejudicar os micro fungos que estão situados debaixo da terra e que são essenciais para o crescimento da relva. Se conseguir controlar imediatamente o aparecimento de ervas daninhas, o problema é mais fácil de ser resolvido.

Certifique-se de que todos os inseticidas utilizados para remover as ervas daninhas têm no rótulo a indicação de “serem seguros para os relvados”, caso contrário poderá ter em mãos um problema muito maior do que o das ervas daninhas. Existem produtos químicos que matam tudo e qualquer coisa e, como tal, a sua utilização deve ser evitada a todo o custo. Opte também por utilizar um herbicida para uma folhagem ampla, mas tenha em atenção que estes necessitam de um par de aplicações no tempo mais frio.

Média: 3.9 (7 votos)