Como plantar aipo (salsão) no jardim

Média: 4.2 (13 votos)
Plantar aipo salsão

Plantar aipo ou salsão no seu próprio jardim de vegetais pode ser uma ótima forma de ter à sua mesa um dos vegetais mais valiosos, aromáticos e baixos em calorias cultivado por si. O aipo é um dos alimentos mais conhecidos nas cozinhas mediterrânicas e isso acontece devido à singularidade dos seus sabores principais. Saiba como plantar aipo no jardim.

Tipos de aipo

Os aipos pertencem à espécie herbácea que possui um sistema radicular muito ramificado, com raízes fibrosas e fortes. Para plantar aipos no seu jardim de vegetais, é necessário conhecer os diferentes tipos existentes no mercado. Existem aproximadamente 30 variedades de aipo distintas e todas elas com os mesmos princípios nutricionais. Nesse sentido, a produção do aipo é dividida em dois grandes grupos:

O aipo cultivado ou hortense: é um vegetal que não é muito comprido, apresenta talos claros e folhas verdes escuras. Distingue-se dos demais pela sua capacidade de conservação, pois aguenta-se muitos dias em ótimas condições de utilização. Para que o aipo cultivado ou hortense esteja sempre com uma boa aparência, depois de colhido, é necessário que o coloque no frigorífico e que o envolva num pano húmido.

O aipo de folhas e talos: este tipo de aipo engloba muitas variedades, como por exemplo o aipo dourado, branco, verde, o aipo de cabeça, nabo, rábano ou vermelho. Tratam-se de aipos que apresentam um tamanho médio e têm folhas. Estes, por sua vez, devem ser consumidos no prazo máximo de duas semanas, caso contrário perdem todo o seu sabor.

O melhor clima para o cultivo do aipo

Originário da Europa, o aipo é uma hortaliça bastante cultivada nos países de clima temperado. É uma planta que não necessita de muita luz e suporta temperaturas entre os 5 e os 30 graus centígrados, sendo que a temperatura ideal para o seu cultivo é de 10 a 25 graus. As geadas fortes conseguem derrubar e estragar uma plantação e, como tal, esta deve estar bem protegida. O aipo é uma planta com um ciclo cultural anual que pode ser cultivada durante as estações do Inverno e da Primavera e a sua colheita inicia-se 150 a 180 dias após a sua plantação. É de realçar que o amadurecimento dos aipos nos meses mais frios faz com que o seu sabor seja mais doce e aromático.

A preparação do solo

O aipo, assim como o tomate, os espargos e outros vegetais necessitam de uma terra rica em nutrientes e, como tal, o seu solo precisa de ter uma boa drenagem, um pH que se situe entre os de 5,8 e os 6,7 e uma humidade constante. Estes são os três requisitos principais que auxiliam no cultivo do aipo e no desenvolvimento perfeito do seu caule. De acordo com o local onde se situa o seu jardim, e com o que produz melhores resultados no cultivo do aipo, existe um método de plantação específico. É ele:

Prepare um fosso: abra uma vala com uma profundidade e largura de aproximadamente 45 centímetros. Encha-a pela metade com fertilizante, de preferência orgânico, para que a terra fique o mais fértil possível.

Enriqueça o solo: coloque um pouco de calcário ou gesso no solo, pois o cultivo do aipo necessita de cálcio, o que vai fazer com a terra fique mais rica em nutrientes.

Deixe o solo repousar: a terra necessita de descansar durante um período máximo de duas semanas e só depois deste tempo é que os aipos devem ser plantados.

Plante as sementes dos aipos: Ao plantar as sementes dos aipos deve cobri-las com raízes de plantas com terra e estrume ou palha. Este passo é essencial para manter a humidade e o crescimento constantes, principalmente nos dias mais quentes.

A plantação do aipo

O aipo, à semelhança do brócolo pode ser adquirido em maços ou à unidade e para saber se está em boas condições, deve verificar primeiramente a sua cor. Quando o aipo é fresco, as suas folhas estão bem abertas e apresentam uma cor verde forte e brilhante. Dessa forma, para que os seus aipos sejam sempre frescos deve-os deixar crescer durante um período máximo de 5 meses e cumprir com os passos seguintes:

Utilizar sementes de aipo com 2-3 anos de idade: os resultados serão mais satisfatórios quando são utilizadas sementes mais velhas. Por outro lado, a sua utilização afasta o aparecimento de pragas e doenças para as plantas.

Plantar as sementes de aipo num tabuleiro: as sementes pequenas são melhor plantadas na superfície de um tabuleiro ou num pote, pois assim a sua cultura é mais fácil de pegar. Posteriormente, terá apenas de acrescentar um pouco de areia ou terra do seu jardim.

Manter as sementes húmidas: as sementes devem ficar húmidas durante um período médio de três semanas para que possam rebentar naturalmente e florescerem na sua plenitude.

O cultivo e o crescimento orgânico do aipo

Dado que o aipo comercial tem um dos maiores resíduos de spray, é aconselhável que o cultivo do aipo e o seu crescimento sejam orgânicos. Para que isso seja possível, é necessário cumprir com os aspetos seguintes:

Transplantar as sementes de aipo: as sementes de aipo devem ser mudadas para um local do seu jardim com um dedo de altura e devem estar separadas à distância de 30 centímetros. Esta distância permite que os aipos tenham espaço suficiente para crescer e ajuda a controlar o aparecimento das ervas daninhas.

Regar a terra constantemente: deve garantir que a rega da terra é constante e deve manter a cobertura para raízes de plantas feita com terra e estrume ou palha intacta. As sementes de aipo devem ser regadas preferencialmente na parte da manhã e diretamente no solo em vez de serem regadas nas folhas, pois assim diminui a possibilidade de aparecem fungos no solo.

Fertilizar as plantas: a cada duas a quatro semanas dê às plantas um alimento líquido de algas e até mesmo um pouco de fertilizantes de peixes ou mais composto. Esta ação permite dar às plantas uma maior acidez e suavidade e é um dos passos mais importantes a serem realizados antes da colheita.

Atar o caule: Para que os aipos cresçam corretamente é necessário atar o seu caule. Assim que o caule for visível, ele deve estar atado a um terço da sua altura. Mais tarde, deve ficar amarrado até dois terços e a uma semana antes da sua colheita deve ficar atado até à base das folhas.

A importância do aipo na alimentação

O aipo tem uma enorme importância na alimentação e isso acontece graças ao seu alto teor de fibras e por ser um vegetal baixo em calorias. Trata-se de uma boa fonte de potássio, ferro, fósforo, magnésio e vitamina A, B e C, o que ajuda a reduzir as inflamações, a tensão arterial, o colesterol e protege contra o cancro. Também é rico em celulose, substância importante para o bom funcionamento dos intestinos.

As folhas do aipo são ótimas para dar um sabor especial a sopas e molhos; os talos podem ser servidos crus ou em saladas pois combina muito bem com a alface e com o pepino. O aipo é, sem dúvida, um excelente acompanhamento no que se refere aos pratos de carne e pode ser servido como entrada, pois o seu paladar estimula e aumenta o apetite.

Média: 4.2 (13 votos)