Como iluminar corretamente um jardim de plantas

Média: 5 (1 votos)

Iluminar um jardim é dar vida nova a um espaço que pode ser tão belo de noite, quanto de dia. A seguir vamos ficar a saber como iluminar corretamente um jardim de plantas e como o transformar num local aprazível e seguro.

Iluminação propriamente dita

Os jardins, principalmente os de maiores dimensões dispondo de recantos, degraus e espaços à margem de água, precisam de estar bem iluminados de noite a fim de evitar acidentes ou quedas. Embora esses espaços dos jardins precisem inquestionavelmente de iluminação, eles não têm necessidade de luz intensa.

A iluminação deve ser clara o suficiente para alumiar bem o caminho, mas não tão intensa que ofusque o olhar de quem passa. Pelo que é uma boa opção a escolha de lâmpadas de luz suave e acolhedora.

As fontes de onde sairá a luz podem ser dispostas a gosto e é possível recorrer-se a lâmpadas embutidas nas paredes, colunas, ou minipostes contornando degraus e margens junto a lagos ou fontes. Colocar focos de iluminação nas faces de portões, cancelas ou portas existentes no jardim é também uma boa solução.

Importante quando se pensa em iluminação de segurança num jardim, é que o chão seja diretamente iluminado a fim de que se possa ver aonde se colocam exatamente os pés. Não podemos esquecer que jardins são locais frequentados por crianças e que com os mais pequenos todo o cuidado é pouco.

Decoração estética do espaço do jardim

Ao utilizar a iluminação na decoração do jardim, devem evitar-se os clarões de luz virados diretamente para os olhos dos visitantes. A luz pode transformar um jardim num local elegante e sofisticado, no entanto há que observar alguns requisitos:

  • Evitar fontes de luz de tamanho muito grande ou muito intensos. Grandes clarões de luz vão encandear quem os fitar e não valorizam a beleza do jardim.
  • Preferir sempre a iluminação indireta pois é mais subtil e ilumina não só um local específico, como tudo o que está à sua volta.

Conheça o aspeto do seu jardim de noite

Antes mesmo de pensar na iluminação do seu jardim de plantas, é necessário saber qual o aspeto que o espaço apresenta de noite.

  • Descubra onde são os pontos mais escuros, de que forma as sombras jogam com os reflexos da água, da lua, das luzes da rua, entre outros.
  • Conheça os locais onde faz falta um foco de luz, onde se localizam os espaços mais perigosos, etc.
  • Faça experiências com a luz, tente várias abordagens diferentes e escolha cores e intensidades até se sentir satisfeito com o resultado final.

Escolha de que forma pretende iluminar o seu jardim: totalmente, tematicamente ou realçando determinados aspetos

A iluminação total deve ser direcionada de igual forma para toda a área do jardim, não fazendo distinção aparente por zonas específicas. Nesses casos costumam utilizar-se postes e refletores.

Se quiser uma iluminação temática vai ter que criar jogos de luz diferentes ou colocar luzes embutidas em cada zona do jardim que pretender iluminar em separado. Por exemplo se preferir uma luz diferente para os canteiros com plantas e outra distinta para as ruas do jardim então terá que pensar em duas iluminações direcionadas que se distingam entre si.

No caso de querer realçar determinados aspetos no seu jardim, vai ser preciso que arquitete uma maneira de chamar a atenção através da luz para os pormenores que deseja ver assinalados. Se quiser valorizar uma planta, árvore, ou outro objeto em concreto e destacá-lo dos demais, escolha um foco de luz que incida sobre ele, para que se destaque de toda a outra iluminação em redor.

Jardins com movimento

A iluminação num jardim de plantas pode ajudar a intensificar o movimento de arbustos, ramagens e folhas se forem colocados focos de luz a incidirem entre os arbustos. Se você quer ter um jardim cheio de vultos e sombras misteriosas em movimento então esforce-se para que a luz valorize os espaços entre as verduras e as flores.

Aposte no jogo de luz e sombras entre os diversos elementos do seu jardim e verá como a atmosfera se renova constantemente através de novas silhuetas projetadas a todo o instante.

Invista nas lâmpadas de baixa tensão que se proporcionam melhor a este entrecruzar de movimentos.

Que tipo de lâmpadas utilizar na iluminação de um jardim

Tenha em atenção que nem todas as lâmpadas produzem o mesmo nível de aquecimento e que o calor que irradiam depende do tipo a que pertencem. Conheça bem as necessidades das suas plantas no que diz respeito a temperaturas que suportam. Plantas delicadas não se darão bem com lâmpadas que produzam muito calor.

O efeito de cor também é um fator a ter em conta quando se escolhem as lâmpadas para um jardim. Alguns jardins beneficiam com cores mais claras, outros ficam mais bonitos com luzes de tons mais velados.

Cores frias produzem jardins com aspeto mais sofisticado, lâmpadas coloridas emprestam ar de festividade e só costumam ser usadas em celebrações. Abusar das cores na iluminação noturna provoca alteração na cor natural das plantas e torna-se cansativo para a vista humana.

Conheça bem o género de plantas e flores que tem no seu jardim, para lhes poder proporcionar o melhor tipo de iluminação.

Lâmpadas LED

Têm nível de aquecimento baixo e longa vida útil. Consomem pouquíssima energia e seriam ideais se não fosse o seu preço bastante elevado.

Lâmpadas incandescentes

Consomem muita energia e não duram muito tempo, no entanto produzem luzes muito agradáveis.

Lâmpadas halogéneas

Duram consideravelmente e são mais económicas em termos de consumo de energia do que as incandescentes.

Lâmpadas fluorescentes

Consomem pouca energia e apresentam uma gama de cores mais agradável.

Fibra ótica

Baixo nível de aquecimento e grande segurança devido à ausência de corrente elétrica.

Pode utilizar tudo aquilo que achar mais conveniente e de que mais gostar para completar a iluminação do seu jardim. Não tem que se restringir ao uso de focos e de projetores. Utilize também arandelas, lustres, spots, luminárias de parede, pendentes, archotes, enfim… a imaginação é o limite. Renove, inove. Não se mantenha fiel ao mesmo tipo de iluminação indefinidamente. O jardim tem um aspeto no verão e outro completamente diferente no inverno. Altere as suas luzes sempre que quiser, traga animação e vida ao seu jardim.

Média: 5 (1 votos)