Como fazer fertilizante orgânico

Média: 4 (26 votos)

O fertilizante orgânico ou composto é feito de materiais naturais com vista a fertilizar e a enriquecer a terra. Saiba como fazer fertilizante orgânico, plante o seu jardim e veja-o a florescer de uma forma natural.

Os componentes principais do fertilizante orgânico

O fertilizante orgânico é composto por 5 elementos essenciais e cada um deles desempenha um papel fundamental na produção de nutrientes no solo de um jardim. São eles:

  • Uma camada verde (produz nitrogénio)
  • Uma camada castanha (produz carbono)
  • Ar
  • Água
  • Um pouco de terra de jardim

Estes materiais são fáceis de obter e preparar e encontram-se à disposição de qualquer pessoa. Deve reuni-los e utilizar um recipiente de compostagem para os misturar de modo a formar um fertilizante orgânico.

O recipiente de compostagem

O recipiente de compostagem deve ter uma dimensão considerável para que seja criado fertilizante orgânico suficiente para um jardim inteiro. Como tal, deve escolher ou construir um recipiente com bastante profundidade, de preferência com tampa e pequenas aberturas para a entrada de ar. É muito importante que esse recipiente tenha uma construção robusta para suportar as reações químicas que ocorrem no seu interior.

A camada verde

A camada verde é a fonte de nitrogénio do fertilizante orgânico e, como tal, tem a missão de prender o calor, o que vai provocar o desenvolvimento de nutrientes de outros componentes. Para formar uma boa camada verde, é necessário reunir os materiais seguintes: excrementos de galinha, borras de café, folhas de chá, restos de frutas e vegetais, plantas e aparas de relva; não deve juntar restos de carnes ou peixes. Depois de os adquirir, deve juntá-los numa pilha. Pode ir fazendo isto ao longo do tempo, reaproveitando os restos biológicos do seu lixo doméstico.

A camada castanha

A camada castanha é a fonte de fibra do fertilizante orgânico. As fibras são os reagentes principais quando a camada verde produz calor. Os materiais utilizados na camada castanha são: cascas de ovos, plantas mortas, ervas daninhas, flores murchas, serrim, papelão, feno, palha e outros itens semelhantes.

O processo de compostagem

Depois de reunir os materiais necessários para fazer a camada verde e castanha, é necessário misturá-los num recipiente de compostagem. Para o fazer corretamente, deve colocar três partes da camada castanha e apenas uma da camada verde de forma a obter o melhor fertilizante orgânico. Acrescente água aos componentes da camada verde e castanha e, em seguida, adicione terra. Repita o processo até que todos os materiais fiquem dentro do recipiente de compostagem, misture-os diariamente e acrescente água com regularidade. Ao fazê-lo desta forma, a mistura vai-se decompondo e assim conseguirá formar o fertilizante orgânico para lançar mãos à terra.

Os métodos utilizados na formação do fertilizante orgânico

O processo de fazer o fertilizante orgânico pode envolver dois métodos distintos: a compostagem a frio e a quente.

A compostagem de fertilizante orgânico a frio

O método de compostagem de fertilizante orgânico a frio divide-se em quatro partes fundamentais:

  • A maneira mais fácil de fazer composto e utilizá-lo como um fertilizante orgânico ou cobertura morta, passa por fazer uma pilha de compostagem no seu jardim ou num recipiente de compostagem;
  • Nessa mesma pilha de compostagem deve colocar aparas de relva, todo o tipo de folhas e ervas daninhas;
  • Deve aguardar durante um período de 6 a 24 meses para que o composto se comece a decompor por ele próprio;
  • Se, ocasionalmente, virar a pilha de compostagem, isso vai acelerar o processo de decomposição, uma vez que as minhocas, os insetos e os micro-organismos vão-se espalhar e os materiais orgânicos serão mais facilmente dissolvidos. Deve ter em consideração que a madeira é um material que oferece uma decomposição mais lenta, por isso, se quiser acelerar todo o processo é conveniente que ela fique de fora.

A compostagem de fertilizante orgânico a quente

O método de compostagem de fertilizante orgânico a quente pode ser realizado de duas maneiras distintas. São elas:

Sem adubo: para manter o calor, a pilha de composto deve ter uma “massa crítica de composto”. Comece por misturar uma parte de matéria orgânica verde com três partes de matéria orgânica castanha. Coloque vegetais, frutas e restos de comida no centro. Continue a adicionar “ingredientes” à sua mistura de matéria orgânica durante algumas semanas até que ela tenha cerca de 1,5 metros de largura no fundo e 1 metro de largura no topo. A temperatura interna da pilha de compostagem deve atingir cerca de 49 a 66 graus centígrados. É aconselhável que vire a pilha de compostagem pelo menos uma vez por semana, pois ao fazê-lo conseguirá produzir fertilizante orgânico num período de 6 a 8 semanas.

Com adubo: este é um método de compostagem que é conhecido por utilizar várias camadas diferentes. Num local quadrado, comece por colocar a palha no chão ou na base de um recipiente de compostagem. Em seguida, como segunda camada, utilize restos de comida, adubo ou plantas. A terceira camada é composta por todo o tipo de folhas, que têm uma decomposição mais rápida que os demais. Depois, só tem de repetir as camadas e terminar com uma camada de palha. É recomendável que mexa a pilha de compostagem com regularidade para que o processo de decomposição seja o mais rápido possível. No Verão, pode precisar de água para manter a pilha de compostagem húmida.

A aplicação do fertilizante orgânico no solo

Durante a decomposição, aplique uma camada de adubo orgânico no seu jardim. Deve espalhar o preparado de uma forma uniforme e em pouco tempo obterá os melhores resultados. A terra do seu jardim ficará muito mais fértil e rica em nutrientes e a prova disso mesmo será o florescimento de plantas fortes e coloridas. No que diz respeito ao composto não utilizado, deve armazená-lo no interior do seu recipiente de compostagem. Posteriormente, deve continuar a mexer e a regar o seu fertilizante orgânico de modo a aumentar-lhe a vida útil.

Os benefícios do fertilizante orgânico

Fazer o seu próprio fertilizante orgânico, permitir-lhe-á obter inúmeros benefícios. Dos principais, destacam-se os seguintes:

  • Fazer composto é mais barato ou até mesmo gratuito;
  • O composto melhora a estrutura do solo, textura e aeração;
  • Como cobertura morta, a compostagem ajuda a reter a água no solo;
  • O composto é um fertilizante orgânico que melhora o solo e as plantas;
  • O composto estimula o desenvolvimento saudável da raiz;
  • Uma pilha de compostagem é um excelente meio de eliminação de detritos orgânicos, folhas, restos de comida, aparas de relva, entre outros elementos;
  • O composto orgânico melhora o ambiente;
  • O composto orgânico aumenta a produção de alimentos num jardim de vegetais.
Média: 4 (26 votos)