Como cultivar uma flor do Natal no jardim ou em casa

Média: 3.8 (23 votos)

Conhecida por possuir vários nomes, a poinsétia ou flor do Natal, bico de papagaio ou ainda a estrela de belém, é muito utilizada para fins decorativos, especialmente durante a época de Natal, devido às suas pétalas de cor vermelha e folhas verdes. Esta planta, cujo período de floração acontece entre Outubro e Fevereiro, exige uma elevada exposição solar e deve-se proteger ao máximo das correntes de ar: descubra mais dicas acerca da poinsétia e cultive a sua própria flor do Natal no jardim lá de casa.

Origens da flor do Natal

O primeiro embaixador dos Estados Unidos da América no México, Joel Roberts Poinsett, descobriu, nesse país, um exemplar da planta que viria a ser conhecida como “flor do Natal”. Em 1828, enviou alguns exemplares para a estufa da sua casa e, como se adaptaram muito bem, desenvolvendo-se com enorme facilidade, a planta ficou conhecida pelo nome do próprio embaixador: “poinsettia”. Em português chama-se poinsétia mas, ao longo dos anos, foi sendo apelidada de outros nome, hoje igualmente populares – flor do Natal ou bico de papagaio ou até mesmo estrela de belém. A verdade é que, devido ao seu florescimento, que coincide precisamente com a época natalícia, a poinsétia começou a ser cada vez mais conhecida como a flor do Natal, ocupando um lugar de destaque na decoração da casa durante essa época festiva. Semi-lenhosa, com flores e folhas cuja textura assemelha-se à pele, esta planta é muitas vezes considerada um pequeno arbusto ou árvore, que pode mesmo atingir entre 1 a 4 metros de altura. Com folhas largas e de cor verde escura, formam-se na ponta brácteas vermelhas (nos mais diversos tons – do mais claro ao mais escuro), mas também existem poinsétias brancas, cor-de-rosa e alaranjadas. Ficariam bem no seu jardim? 

Como plantar uma poinsétia

Antes de plantar uma flor do Natal é importante ter em conta 2 aspetos fundamentais: a poinsétia requer uma elevada exposição solar (entre 6 e 8 horas de sol por dia) e deve estar devidamente protegida de eventuais correntes de ar. Escolhido o melhor local do jardim para a acolher, segue-se a plantação da flor do Natal:

  • A parte do terreno escolhido para plantar a poinsétia deve ter um diâmetro duas vezes maior que a raiz, por isso, tenha o cuidado de criar um buraco suficientemente grande.
  • Coloque a poinsétia no buraco e junte a terra à raiz, regando a base de seguida.
  • A cada duas semanas, fertilize a flor do Natal com adubo e água, aplicada exclusivamente na base da planta.
  • Caso opte por plantar a flor do Natal num vaso, para ter dentro de casa por exemplo, este também terá de ficar num local bastante luminoso, de preferência onde receba sol diariamente.
  • A terra ideal para plantar deve ser uma mistura arenosa e rica em matéria orgânica e a rega da flor do Natal deve ser efetuada apenas na ou a partir da altura em que o sol estiver a pôr-se.
  • Para manter uma poinsétia de pequena dimensão dentro de casa, é crucial ir podando a ponta dos galhos, o que irá estimular o seu florescimento e ajudar a manter a planta sempre composta. 

Como cuidar de uma flor do Natal

Esta planta, tal como todas as outras, precisa de cuidados para se manter bonita e saudável, por isso, quem tem ou quiser ter uma flor do Natal no jardim ou em casa deve saber que:

  • A poinsétia é uma planta que aprecia o sol e, mesmo em ambientes interiores, só se adapta bem a espaços luminosos. Não deve estar sujeita a correntes de ar ou temperaturas demasiado frias.
  • Idealmente, o melhor solo para o desenvolvimento da flor do Natal é sempre um solo mais arenoso.
  • O estado do solo deve ser verificado com regularidade, regando-o sempre que se encontre seco, no entanto, tendo o cuidado de não regar em demasia, para não apodrecer a raiz.
  • Quanto à fertilização, esta deve ser feita periodicamente, com recurso a adubo orgânico. 

Perigos relacionados com a poinsétia

Apesar da sua beleza e conotação natalícia, a flor do Natal é uma planta extremamente tóxica para os seres humanos e considerada uma planta com propriedades venenosas. Ao entrar em contacto com a pele, a seiva leitosa da planta, que é constituída por uma espécie de látex, pode provocar inflamações, dor e comichão, podendo até causar irritação nos olhos, pálpebras inchadas e dificuldade na visão. No caso de a planta ser ingerida, esta pode causar náuseas, vómitos e diarreia, no entanto, e ao contrário do que é normal comentar, esta planta não é fatal. É aconselhado evitar o contacto entre a poinsétia, as crianças e/ou animais de estimação.

 

Média: 3.8 (23 votos)